quinta-feira, 27 de agosto de 2009

'Mexeu com a Xuxa, mexeu comigo' - Stilo Mácia Goldschmidt

http://www.youtube.com/watch?v=e4IkVMKHJV4&feature=related



Indignado com os ataques à “rainha” no Twitter, um eterno “baixinho” se manifestou no YouTube e se tornou a mais nova celebridade da rede. O vídeo “Mexeu com a Xuxa mexeu comigo”, postado no final da tarde de quarta-feira (26) pelo fã paulistano Davis Reimberg, de 26 anos, foi acessado por mais de 103 mil internautas e gerou reações de apoio e repúdio ao rapaz.

“Fiquei indignado com o fato de as pessoas tentarem atingir a Xuxa através da Sasha! Gente invejosa!”, desabafa o admirador. “Tudo aconteceu num impulso: peguei a câmera e comecei a falar o que me vinha à cabeça. Espero que minha rainha entenda que fiz isso por ela, na melhor das intenções”, completa Reimberg.

A confusão começou na tarde de quarta (26), quando a apresentadora se irritou com alguns seguidores de seu microblog, que zombavam de um erro de português cometido por Sasha em um texto. Na página da mãe, a garota de 11 anos havia escrito a palavra “cena” com a letra “s”.


"fui vcs não merecem falar comigo nem com meu anjo (sic)", escreveu Xuxa, dando a entender que sairia do Twitter. "pra quem não sabe minha filhafoi alfabetizada em ingles,vou pensar muito em colocar elapra falar com vcs ,ela não merece ouvir certas m..", explica a loira.


Após ler a mensagem, Reimberg conta que teve um “acesso de raiva” e produziu com uma câmera ligada em seu quarto o vídeo de defesa à Xuxa, com duração de quatro minutos. “Gente, pelo amor de Deus! Onde está a ética, a moral? (...) Graças a Deus que na minha família não existe gente assim, porque eu seria capaz de matar uma pessoa que age dessa maneira”, diz o fã na gravação. “Chega a ser repugnante, nojento, é horrível, é muita maldade no coração, se é que essas pessoas têm coração”.

Em menos de 24 horas o vídeo já foi visto por mais de 103 mil pessoas, e até ganhou remixes de outros internautas, que fizeram sátiras e versões com batidas de funk.


A reação do paulistano lembra a de um fã americano de Britney Spears, que postou um vídeo no YouTube em defesa da loirinha em 2008, no período em que a cantora era alvo preferencial dos tabloides.

No vídeo "Leave Britney alone!", o adolescente Chris Croker chora de desespero ao reclamar da perseguição à princesinha do pop. A gravação foi vista por mais de 340 mil internautas e fez do fã uma celebridade instantânea.

"Sei que muita gente vai me associar ao fã da Britney, também sou superfã dela", diz o brasileiro. "Mas não teve nada a ver. Nunca quis a fama, fiz pensando no bem da Xuxa", garante.

‘Xuxês’
Mais de 5 mil comentários foram deixados na página de Reimberg no YouTube. Mas ele diz que não está lendo as mensagens – em sua maioria, negativas e com forte teor homofóbico.


“O que mais agrediu as pessoas nem foi o fato de eu ter defendido a Xuxa, mas a minha opção sexual”, conclui. “Acho que perceberam que sou gay, porque falo o ‘xuxês’”, explica o fã, que diz misturar os sotaques gaúcho e carioca ao falar, assim como sua “rainha”.





Reimberg, que trabalha como assistente de telemarketing no bairro da Bela Vista, afirma que deve sua “infância mágica” à apresentadora. “Eu vestia minha irmã de Xuxa e suas amigas de paquitas. Nós brincávamos de imitar o ‘Xou da Xuxa’, e eu era o diretor do programa”.


O fã diz que esteve em três shows da loira. O encontro pessoalmente aconteceu uma única vez. “Fui até o Rio e fiquei esperando a passagem dela na porta do Projac. Consegui dizer ‘Xuxa eu te amo!’ e tirar uma foto. Foi a realização de um sonho!”, exalta.

Reimberg espera que o sucesso na web proporcione mais um encontro com sua musa. “Seria o melhor momento da minha vida! Espero que a Xu me entenda, que fiz tudo de coração aberto”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário